TE AMO MAIS



Te amo mais

Quando arrastas minha alma

Sacana para a beira da cama

E abres o meu ziper, deixando

Minhas emoções vadias a mostra.



Te amo mais

Quando estou em ti, estando em

Mim e acordo no meio do labirinto

Que odeio e sinto como verdade

E condição para sobreviver.



Te amo mais

Se me perdes nos pequenos

Detalhes que nos engolem e

Afastam, restando tão pouco para

Perdoar.



Te amo mais

Quando menos sei amar.

A hora desce absoluta nos meus seios

E eu rastejo sem rastejar para o gargalo

Misterioso de uma garrafa qualquer.



Sim, te amo mais

Quando me sinto absurda,

Quando me sinto mulher.

E te amo tanto que já

Anoiteço em mesas sem toalha,

Em copos sem fundo, em beijos

No guardanapo, em pratos vazios

De esperança.



E no fim de tudo, quando a noite

Já não é mais virgem, é para ti

A minha última dança.



Karla Bardanza



Comentários

Postagens mais visitadas na última semana