QUE O AMOR TE SALVE

 Quadro de Leonid Afremov




Tira ai a roupa da alma
e deixa as palavras falarem
essas coisas que parecem uma extrema-unção.
Pega o teu coração-cofrinho
e coloca ele de cabeça pra baixo:
deixa cair tudo que tem dentro,
especialmente aquelas que precisam
de espaço para expandir.
Não tenha medo de se danar
sozinho. Tenha medo do silêncio
que envergonha até a própria covardia.

A vida está cheia de belezas
desavergonhadas, delicadezas paridas,
reticências que suspiram de amor.
A vida dói a dor necessária
pra gente crescer.
O meu tempo é estranhamente
diferente do teu.
Acho que eu tenho muito que 
melhorar ainda.
Faltam descobertas, mais erros,
uma pitada de sal e um pouco de tempero
daquele tipo que faz o corpo
ter cheiro de canela
e camomila.

Vai, senta ai nas almofadas,
encosta a cabeça nas nuvens
e sonhe com os quilometros
que são apenas teus nesta caminhada.
Tudo é devoção.
 Tudo é energia.
Solta as amarras do cais:
nem tudo que parece seguro,
realmente está.
Se você continuar assim
sempre em linha reta,
como vai encontrar as curvas do destino?

Não pensa não!
Pensar faz mal e intoxica.
O melhor é sentir
por isso quero ficar curada
de ser gente grande:
isso é um segredo meu com a Adélia.
Aprendi muito lendo poemas.
Sabe, nunca é difícil achar
uma razão para seguir
mesmo quando a única via
para Vênus está engarrafada de estrelas.
Eu não tenho muito para te desejar.
Quero apenas que o amor te salve
das alegrias miúdas,
da falta de fé absurda,
da letargia do medo,
da falta de poesia.

Hoje, não é apenas mais um dia.
Hoje você está acontecendo:
aconteça no desalento,
no desespero,
nas tuas fraquezas.
Saia de dentro de si mesmo
para ser apenas você.

Os Deuses não te perdem de vista.
Se você não acredita neles todos,
acredite em um apenas.
Mas acredite.
Uma vida sem mistérios é tão triste.

Tire a roupa.
Nus ficamos mais leves,
mais breves.
Não é perigoso ter esperanças.
Perigo é não se lembrar mais
de como se abre a porta da vida
e se anda sem os pés.





Karla Bardanza















Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana