OUÇO A DEUSA

Quadro de Josephine Wall




Ouço a Deusa
pisar calmamente nas nuvens,
vestida de estrelas
e com a Lua nos olhos.

Minha Senhora,
dentro do círculo estou.
Que mundo fique lá fora,
a hora é suave,
e as flores nascem em mim.

Mãos de alecrim,
cabelos de vento,
somos o tempo,
somos a eternidade
e o momento.

Ouço os encantos
da Lua Cheia,
ouço o oceano chorando
e a sereia.
Minha Senhora,
água, terra, fogo e ar,
os elementos me celebram,
A vida é céu.
A vida é mar.

Mãe,
em teu útero de paz,
estou mais uma vez
em comunhão contigo.
Desenhe a Lua Crescente
em minha testa 
com tuas mãos delicadeza
que eu te direi onde mora
a verdade e a beleza:
em perfeito amor
e em perfeita confiança vivo.

Minha Senhora
me ajoelho
te sirvo
porque és única,
porque esse é o mistério que aprendi.


O Sagrado Feminino
habita em meus espaços
de silêncios.
Ó Mãe!
Roupas para quê?
Vestida de céu estou
por mim e por você.

Minha Senhora,
as águas suspiram.
O divino é o vinho da vida.
Mãe,
a roda gira,
Sabás e Esbás:
eu te honro com alegria,
com a poesia que aprendi
em noites de lua.

Minha Senhora,
sou tua.
Mãe Amada,
que venha o solstício
para celebrarmos novamente
a grandeza do início.





Karla Bardanza




Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana