ZERO

Quadro de Hamish Blakely





Se eu pudesse sentir
esse abandono de dentro
para fora e não de fora
para dentro,
eu acharia o eixo,
o centro que já me faz falta
dia sim e dia não
quando tateio o seio
e quase nada encontro
além de uma pequena variação
de mim mesma.

Sinto quase nada:
apenas coisas que fazem
a minha pele quebrar.
Desencontrei-me
de mim mesma.
Nem duas mais sou.
Sou apenas um indivisível zero
cada vez que tudo espero
e saio com mãos mais vazias
do que cheguei.




Karla Bardanza









Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana