OUROBOROS

Quadro de Alex Lashkevich







Apetece-me a idéia de ser
um ouroboros, mordendo
minha cauda escondida,
eterna, enrolada
numa alquimia
que apenas
eu poderia supor
ou entender.

Quem ousaria
alimentar o fogo
do meu fogo?
Quem poderia medir
a minha eternidade?

Não há fim,
nem início
em mim.
Apenas a urgência de viver
agora e depois de agora
total, completa,
autofecudando-me
com a minha própria poesia.


Karla Bardanza







Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana