POEMA MIUDINHO

Quadro de Imma Merino




Dorme
os sonhos perfeitos
com a cabeça cheia
de caracóis.

E nunca sequer
ousar falar
nós:
palavra composta,
intransferível,
águas passadas,
um pingo de nada
na imensidão
da
solidão.




Karla Bardanza








Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Bom dia!
Um poema miudinho que a gente lê com muito carinho.
Grande abraço
se cuida

Postagens mais visitadas na última semana