POEMA PINK (E) FLOYD

Quadro de Alex Dewars







Ontem soprei no vento
aquela música
que me deixa tão pequenininha.

E chorei
porque quando a letra voou,
eu não tinha mais nada
além do que sempre me fizestes
sentir.

Fiquei segurando
as minhas próprias mãos,
tremendo por detrás
das lentes embaçadas
dos óculos,
repetindo que valeu
a pena,
deixando a saudade
escorrer por dentro
e por fora até
só restar o sal das horas
e a mesma certeza
que me faz levantar
todos os dias
e seguir em frente.



Karla Bardanza










Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana