DESBLOQUEANDO A MINHA AORTA NOVAMENTE

Bryce Cameron Liston



Te dei poderes para me destruir.
Joguei a minha escuridão, os meus olhos tolos
e tudo que os meus silêncios escondem
em tua manhã descafeinada.

Sua delicadeza quase aristocrática
e ingênua multiplicou as minhas células,
e eu quase esqueci a fronteira entre
a vida e a beleza.
Quase.

Meu medo me sabota e eu
balanço entre a ousadia e o nunca
porque dói desejar, entender, ver, sentir,
sentir.

Não sei se me reconhecerás
quando tudo voltar a ser
apenas cansaço.
Mas, podes chegar mais perto
e abraçar a minha loucura
enquanto o seu coração cresce.
Isso vai te manter aquecido.
Isso sou eu.


Karla Bardanza




Copyright © 2013 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana