QUEDA PARA O ALTO

olho para frente,
e você do meu lado,
é parte deste momento
que já deixou de ser.


tua pele tão branca
não comove as nuvens,
não acorda os meus botões.
estamos perto da sinceridade
e eu me distancio
dos céus, de mim
e é tão bom 
porque não sentir também
é doce.

em pouco tempo
eu serei uma foto,
um fato, uma voz
esquecida dentro do bolso.
abro a porta,
saio tão leve,
tão breve.
tenho asas escondidas
bem lá dentro.

(caio para o alto)

sigamos então
enquanto tudo
nos dissolve e ampara.
enquanto tudo morre
ou pára.

isso já teve nome.
hoje chamo apenas
de liberdade.


karla bardanza



Copyright © 2014 Karla Bardanza Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana