SOU NÓS DOIS






Viajo através de tuas carnes:
Pérola no fundo do mar da imaginação,
Redemoinho a me puxar para o mais
Profundo de mim.


Teu corpo insiste nesta discreta mensagem
Que recebo perfidamente, sem alma, sem pudor
Arranhando as costas das estrelas e com a boca
Cheia de luar.
Entrega à surpresa do sonho.


Navego em barcos cheios de sol,
Ancoro em portos atormentados
Pela escureza do desejo, bússolas cegas
Da luxúria.


O bem está nesta corrente que me atravessa
Quando acaricio a tua mais delicada pele.
Devaneios beijando os delírios do ser.


Momento essencial para o além.
Pulsão de vida e de morte, corte entre o
Agora e o depois, sozinha sou nós dois.


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana