ESTA INTENSIDADE ME BASTA


Deixo as flores evaporarem:


Minha pele é apenas um papel


Em branco quando escreves


Todo o desejo nas linhas eternas


Do meu corpo cheio de horas ditosas.






Morremos juntos com tanto


Desvario emprestando sussurros


As velas, afagando o momento


Com palavras sem letras, com


Força e transcendência.






Como deuses à beira do precipício,


Saltamos para o infinito abismo,


Molhando a noite, profanando


O amor que é apenas nada e


Pensamento esquecido.






Queremos todos os mares, todos


Os ventos, todas as coisas perfeitas


Que o prazer sanciona e define.






E apenas assim, entendo o que


Sou quando não sou quem sou


E esta intensidade me basta.






Karla Bardanza

Comentários

Eduarda disse…
Karla,

Os teus momentos me fascinam. Somos mais queremos mais.

És um fonte inesgotável de talento.

bj

Postagens mais visitadas na última semana