HOJE ESTAREI VESTIDA DE CÉU



Luzer por favor!

Está na hora de ir embora.

Algo se aproxima veloz.

Escolho minha fita e teço

O meu destino calmamente

Enquanto os opostos se unem

E celebram o que há de vir.



Minhas guirlandas de flores

Querem essa claridade mística,

Essa verdade do fogo manso.

Deixo tudo crescer com doce

Satisfação, encontrando o que

Dorme dentro de minha estrela

Com fervor.



E se você me perguntar qual

É a razão da minha escolha

Por isso ou por aquilo, te direi

Com penosa franqueza que

Na maioria das vezes é por amor,

Mesmo quando minhas mãos

Pingam um pouco de veneno e a

Escuridão é tranquilo refúgio.



A vida é sempre um delírio saudável,

Um deslumbramento quase sereno.



Acenda a lua, deixe-me beber

Vinho: quero a embriaguez do

Recomeço, o rito anunciado do

Sexo perfeito, a delícia da aveia,

O quartzo rosa.



Luzes por favor!

Hoje estarei vestida de céu.



Karla Bardanza


















































































Comentários

Postagens mais visitadas na última semana