KRISHNA E RADHA



Quando as flores caem de meus olhos

E eu beijo as mãos de Krishna e Radha,

Abro o céu para que as estrelas iluminem

O Ganges, calmo rio divino, menino em

Minha alma.



Sim, o amor te guarda no silêncio do templo,

No tempo sem tempo, na lua mansa que

Sombreia o mar e os mistérios das palavras.

O sentido está além, no ritual que observo

Com os incensos acesos e os cabelos perfumados.

Amor sagrado, se me perdes, me tens em

Nuvens e saris, naquela dança que os deuses

Me ensinaram para que eu pudesse sonhar.



Escolhi esse mantra para te acordar.

Madana mohana murari

Haribol haribol haribol

A flecha seduz o arco que enverga sem

Força para ferir o coração.

Amor de minha alma, a paixão cuida de mim.

Eternizo as horas caladas, queimo mirra

E alecrim.



Que a vida possa te dar asas e flautas,

Que o teu canto seja bálsamo e semente.

Te solto no vento, calma e contente

Para que teus pés sigam o vôo da condor.

Se fores e voltares como Krishna, é

Porque eu sou Radha e tu ainda és o meu

Amor.









Karla Bardanza





Madana Mohana Murari





Madana mohana murari

Madana mohana murari

Haribol haribol haribol

Haribol haribol haribol



Por seres mais sedutor do que o próprio cupido, roubaste o meu coração

Cante o nome de Deus Cante o nome de Deus Cante o nome de Deus








Comentários

Rowena disse…
Que lindo...
Jai shri Krishna

Postagens mais visitadas na última semana