OUTROS EUS EM MIM

Quadro de Duma




O que me completa
é o ar,
os átomos soltos na eternidade
do agora.

Nunca pensei
que coubesse tanto no vazio.:
histórias, fotografias,
pesadelos, escuridão
e claridade.

Não tenho saudade
de estar dividida
em partes e portos
sem navios.

Quando não há
o fogo, a calmaria
dorme tranquila
em meus confins de silêncios
e flores.
É melhor o que não se sente.

Não há letargia,
inércia
ou medo.

Há apenas a mulher
engolida pela poesia cotidiana.
Aquela que acorda cedo
e vai guerrear sem elmo.
Quando se cansa,
já é mais de 22h00
e a lua já está de pijamas.

A vida segue
e eu sigo atrás dela.
Tiro os sapatos
para sentir a força telúrica,
a estabilidade de ser
quem sou
e vou andando.
Às vezes, cansada,
às vezes, febril.

Nada importa
além da segurança
e do sustento,
do salário certo,
das coisas que solidificam
e fazem sentido.

A vida nos acomoda
e incomoda.
Estou no mundo
e o mundo não está em mim.
Aqui dentro,
existências múltiplas,
missões para finalizar.
Aqui dentro,
uma vontade louca
de ser mais leve
que o ar.



Karla Bardanza






Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Helô Müller disse…
Tão "eu" esta poesia...

( Me vi nela! )

Bj
Helô
Helô Müller disse…
Li de novo e gostei ainda mais!! Pode isso?! rs

Bjssss

Postagens mais visitadas na última semana