VESTIDA DE TI

 Ans Markus





Olho para os lados
enquanto tudo dorme.

Ainda vestida de ti,
levanto e vou à janela
apenas para ter certeza
de mim.

O universo é tão generoso:
ele me deixa aqui mais um pouquinho
apenas para testemunhar que
a vida continua.

Espero silenciosamente
que o Tempo acalme as horas
ou que a Poesia relembre-me
que eu ainda existo.

E de olhos fechados,
faço um esforço danado
para lembrar
de como é ser feliz.



Karla Bardanza
 



 Copyright © 2013 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana