AMADO


Amado,
quantas estrelas nos separam
quando não dormes e eu
fecho os olhos para
te encontrar?

Amado,
quantas verdades ainda
dormem dentro de ti
esperando por mim?

Amado,
quantas luas ainda teremos
antes que haja apenas
silêncio e lembranças?

Amado,
quantas dores estão escondidas
em nossa desesperança?

Amado,
por que mesmo
distantes estamos perto?
Por que nossos passos
são tão puros e incertos?
Por que o amor
fez isso com a gente?

Amado,
por que nossas mãos
apenas alcançam o infinito
quando a tua alma
sonha dentro do meu peito
aflito?

Amado
por que nos perdemos
antes do fim?


Karla Bardanza










Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana