A QUEM INTERESSAR POSSA

Quadro de Casey Baugh



As mesmas coisas continuam
sempre primeiro.
As palavras não mudam,
nem o formato,
nem nada.

E
no entanto,
é isso
que está aqui
with a little help.

Salve-se quem puder
penso eu com reservas.
Essa mentira,
quem não quer?

Isso resseca os meus lábios,
desanima os meus olhos,
mas não enfurece a poesia.
O acordo permanece igual.
A mentira também.
Viro a minha cara
para isso.

Porém a quem interessar possa
que fique claro que
nada me aborrece.
Estou zen,
sem,
cem mil dias
além.


E la na frente,
tudo vai ser muito
mais diferente
do que dita essa vã
filosofia
do agora.




Karla Bardanza




Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Frederico Salvo disse…
É sempre interessante a sua poesia, Karla. Grande abraço.

Postagens mais visitadas na última semana