Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

OUTRAS POESIAS

ACIDENTES DO DESTINO

APROXIMA-TE DE MEUS LÁBIOS

RUDES DELICADEZAS

PERFEIÇÃO

QUASE UM SONETO DE AMOR

POEMA SEM DELICADEZA

O PESO DA FLOR

MINHAS MÃOS SÃO O AGORA

LUA CRESCENTE