Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

BAGAGEM

MINHA MÃE ME ENSINOU A OLHAR

AS MÃOS AINDA DOEM

A VIDA AINDA ESTÁ VIVA

AINDA HÁ TEMPO

NO INTERVALO ENTRE A MÃO E O ENCONTRO

QUANDO A CÓSMICA INDIFERENÇA DA VIDA ESTÁ PERTO

DA CORAGEM E DA DOÇURA

EM LINHA RETA

PRIMAVERA

ENTRE ASPAS

O SONO INTRANQUILO

DESTINO DE MULHER

ENCONTRO COM O MAR

DAQUILO QUE SE PENSA QUE TEM

POR FAVOR LEVANTE A MÃO

ENTRE AS SOMBRAS E A LUZ